A primeira escola do meu filho – dicas:

O ano mal começa e os pais de primeira viagem já têm uma preocupação: “Como escolher uma escola infantil para o meu filho?”

Há aqueles que já decidem por uma escola que ofereça até o ensino médio e há aqueles que preferem uma escola pequena, mais aconchegante. Independente de tal questão, os pais devem estar muito atentos aos itens a seguir.
Muitos pais decidem de acordo com o valor da mensalidade e a localização, de preferência, perto de casa. As aulas extras (esportes e línguas) também cativam muito os pais. Mas há que se levar em conta também, questões referentes à higiene, principalmente dos banheiros, da cozinha e do quarto de dormir. Os pais devem observar bem a escola e obter informações sobre os lençóis, toalhas, materiais pessoais (fraldas, cremes, escovas, talheres, etc), afinal, as viroses são sempre muito comuns dentro de uma instituição de educação infantil, pois o sistema imunológico dos pequenos ainda está em formação.

Além disso, saber se a diretoria tem uma boa atitude em casos em que as crianças adoecem durante a estadia na escola é fundamental para a conservação da boa saúde da própria criança.

Ter acesso ao cardápio é um item indispensável, pois os pais devem saber como é a alimentação de seus filhos fora de casa.

Os espaços abertos e fechados oferecidos e a quantidade de crianças em cada turma também merecem um cuidado especial, já que a criança se desenvolve brincando, jogando, interagindo; ou seja, um local muito apertado não oferece qualidade ao aprendizado global da criança.

E agora um item importantíssimo, porém, deixado de lado pela maioria dos pais: a formação dos profissionais. Para atuar com responsabilidade e competência na educação infantil, é preciso mais do que um simples “gostar de criança”. É preciso ser mais do que um “cuidador”. É preciso ser “educador”. Ser um educador infantil implica em ser conhecedor das fases do desenvolvimento da criança; implica em saber o que esperar e o que pode ser exigido de cada faixa etária. Além disso, sendo um educador, o profissional possui uma gama maior de ferramentas para elaborar com criatividade as atividades propostas.

Percebe-se que uma instituição escolar que atende um público tão pequenino possui uma responsabilidade enorme e, tão grande quanto, é a responsabilidade dos pais em conhecer a escola em que o próprio filho aprenderá não só as cores, brincadeiras e canções, mas aprenderá também, conceitos, valores e comportamentos. Todos esses, sementes do caráter de um futuro adulto.

Sendo assim, pais, tenham sabedoria e discernimento, mas não esperem uma escola perfeita, pois nem a própria casa é.